Arquivo de maio de 2012

Barriga lisinha e abdômen sarado com algumas dicas preciosas!

Postado por em 30/maio/2012 - Sem Comentários

Não existe mágica para conseguir o tão sonhado abdômen sarado! A receita é simples, mas exige disciplina e determinação, como tudo na vida. Barriguinha e abdômen elegantes são frutos de quatro medidas preciosas!

1. Reeducação Postural – principalmente pra quem passa muito tempo sentado manter a postura correta é um desafio! Mas, se você entender que uma postura correta durante o dia pode te ajudar a tonificar a musculatura abdominal, fica muito mais fácil de lembrar-se de manter a postura.

O vídeo abaixo ensina como manter a postura quando sentados. E o melhor, estes movimentos podem ser executados em qualquer lugar, até mesmo no trabalho!

Exercício para corrigir a postura e tonificar a musculatura abdominal

2. Atividades Físicas Aeróbias – caminhar andar de bicicleta, nadar ou mesmo praticar atividades de baixo impacto, como a hidroginástica, ajudam a reduzir a camada de gordura corporal, que escondem os músculos. Assim, tão importante quanto os exercícios localizados, as atividades aeróbias são essenciais para conseguir o abdômen dos seus sonhos!

3. Atividades Físicas Anaeróbias ou Exercícios Localizados  – são os famosos e importantes exercícios abdominais,  que tonificam e fortalecem a musculatura abdominal, tecido metabolicamente ativo e que gasta energia.

4. Reeducação Alimentar – por mais exercícios que você faça nada irá adiantar se sua dieta não for equilibrada e saudável! Comer nos horários certos, consumir alimentos que supram todas as necessidades do seu organismo é essencial para que seus músculos possam se desenvolver de forma saudável!

Dicas para o lanche da manhã

Postado por em 29/maio/2012 - Sem Comentários

Para manter a dieta, é essencial nunca passar fome! Por isso, devemos sempre nos alimentar entre as refeições principais: tomar um lanche da manhã e um lanche da tarde.

Isto porque, quando ficamos longos períodos em jejum, nosso corpo armazena energia prevendo outro período de jejum, em que ele precisará desta energia armazenada. Mas se nos alimentarmos regularmente, nosso corpo entenderá como excesso de alimento eira absorver apenas o necessário sem armazenar nada extra, fazendo com que você perca peso sem perder massa muscular e vários outros benefícios!

Este lanchinho deve ser leve e saudável, já que normalmente o intervalo entre o café da manhã e o almoço é curto. Então, que tal caprichar nele para garantir o abdômen sarado? Confira estas dicas!

– Para quem tem pouco tempo, barrinhas de cereais são ideias!  Além de pequenas, elas são fonte de fibras e vitaminas.

Biscoitinhos integrais – são fáceis de carregar na bolsa e podem quebrar um galho na hora da fome! E ainda têm uma diversidade de sabores.

Iogurtes – pra quem tem uma geladeira por perto, os iogurtes são uma boa opção. E para incrementar este lanchinho, você pode adicionar uma porção de frutas ou nozes! Fica uma delicia!

– Frutas:  compostas por uma grande quantidade de vitaminas, minerais, antioxidantes as frutas devem sim ser consumidas entre as refeições! Como sólido ou como suco, a fruta é importante para se integrar na alimentação diária, porque fornecem muitos benefícios para o corpo. Além disso, muitas delas, como tangerinas, maçãs, pêras e bananas, podem ser comidas a qualquer momento.

6 dicas para se exercitar durante o final de semana !

Postado por em 25/maio/2012 - Sem Comentários

O final de semana já está chegando… E que tal aproveitá-lo para se exercitar ao ar livre? Fugir um pouco da rotina das academias e clubes? Dar uma caminhada na praia, numa praça ou mesmo no seu bairro? Passear com o cachorro ou fazer uma trilha?

O treinamento ao ar livre possibilita sairmos da rotina das academias, proporciona um maior exercício audiovisual, uma redução do estresse mental, além de estar mais próximo da natureza e mais íntimo do ambiente que vive. Confira estas dicas que te ajudarão a aproveitar o final de semana para turbinar sua rotina de exercícios!

– Faça alongamentos, ouça música e desfrute da paisagem – mesmo sendo final de semana não dispense os alongamentos: eles irão ajudar a prevenir lesões musculares. E não se esqueça de aproveitar o ambiente – carregue seu MP3 com suas músicas preferidas e aprecie a paisagem escolhida! Afinal é final de semana, relaxe!

– Caminhadas e corridas – aproveite o final de semana para bater-perna! Calce seu tênis e vá caminhar! Vale caminhar na praça, na praia ou no parque! Que tal fazer uma trilha? Chame os amigos, procure um parque com guia e aproveite o contato com a natureza!

– Ande de patins, skate, bicicletas – se você gosta de exercícios mais rápidos, que tal tirar do armário aquele par de patins da adolescência, encher o pneu da bicicleta ou finalmente aprender a andar de skate? Esta é uma boa hora para queimar calorias e se divertir!

– Elabore um treino em circuito com os equipamentos da pracinha, praia, calçadão, parques, enfim, faça flexões, abdominais, agachamentos, suba e desça escadas, bancos, pule cordas – e não se esqueça de admirar a paisagem.

– Chame os amigos – combine com os amigos um jogo de futebol, vôlei, tênis ou seu esporte preferido. Afinal, tudo fica mais divertido na companhia de quem nos faz bem.

– Cuidados essenciais – não se esqueça de que mesmo durante os finais de semana é importante manter o corpo hidratado, então beba muita água e se optar por se exercitar durante o dia, não deixe de passar protetor solar!

Saia de casa, exercite-se e recarregue as energias para uma nova semana!

Castanhas, amendoins e amêndoas: o poder das oleaginosas em sua dieta!

Postado por em 24/maio/2012 - 1 Comentário

Se você não tem o hábito de incluí-los em sua dieta, pare agora! Você não sabe o que está perdendo!

Eles fazem parte do grupo das frutas oleaginosas, que além de muitos nutrientes, são poderosas armas na hora de emagrecer! Isto porque estudos mostram que estas preciosidades são ricas em gorduras monoinsaturadas, que regulam o nível de açúcar no sangue, mantendo-o estável, e ainda, ativam o metabolismo da queima de gordura.

Ricas em nutrientes, as castanhas são fontes naturais de fibras, proteínas, cálcio, ferro, potássio, zinco, selênio, vitamina E, ácido fólico e outros nutrientes essenciais para nosso organismo.

As castanhas do Pará, por exemplo, são famosas pelas suas quantidades de selênio, mineral essencial para equilibrar a tireoide e fortalecer o sistema imunológico contra a ação de radicais livres – aqueles reesposáveis pelo envelhecimento. E para ter ideia, o consumo de uma castanha do Pará por dia já é suficiente para suprir todas as necessidades diárias do organismo por selênio.

As castanhas de caju também não ficam para trás, pois são ricas em zinco, magnésio e potássio, essenciais para produção de glóbulos brancos, controlar a pressão, reduzir os sintomas da TPM e ainda ajudam no desenvolvimento dos músculos!

Os amendoins são ricos em proteínas, portanto quem segue uma dieta vegetariana não pode deixar de consumi-lo. Mas tenham cuidado, estes alimentos quando mal armazenados podem conter substancias cancerígenas.

As amêndoas são fonte natural de magnésio, mineral que ajuda o corpo a produzir energia e a manter os tecidos musculares, regula o açúcar no sangue e contribui para maior sensação de saciedade. Mas o que faz dela a preferida dos nutricionistas é sua a habilidade de bloquear calorias. Alguns estudos comprovam que a composição das células da casca ajudam a reduzir a absorção de gorduras.

Mas não se esqueça de que, mesmo sendo do bem, essas gorduras carregam muitas calorias! Por isso, o recomendado é comer as castanhas no lugar de outro alimento, não apenas adicioná-las à dieta.

Qualquer que seja a sua escolha, o melhor é consumir as oleaginosas cruas. Se não gostar, uma boa alternativa é torrá-las em casa, pois o calor do forno não é suficiente para tirar os benefícios dos nutrientes nelas contidos.

Proteínas: a chave para fortalecer os seus músculos

Postado por em 24/maio/2012 - Sem Comentários

As proteínas, palavra de origem grega significa “de primordial importância”. E não é por menos, pois têm papel fundamental em nosso organismo: agindo na reparação e construção de tecidos, elas são essenciais em dietas para perder gordura e em exercícios físicos.

Elas são fontes primarias de aminoácidos imprescindíveis para o crescimento e desenvolvimento saudáveis. Existem mais de vinte tipos de aminoácidos, mas apenas 8 são essenciais para nosso organismo e não são produzidos por ele.

Podemos encontrar estes aminoácidos essenciais em alguns alimentos, como peixes, produtos derivados do leite, ovos, carnes e alguns grãos.

Mas cuidado, consumir um alimento isoladamente pode não fornecer a quantidade necessária de aminoácidos essenciais. Uma boa opção é a mistura de alimentos que forneçam a quantidade necessária, como por exemplo:

– cereais com legumes e /ou frutas secas
– feijão com torrada
– Lentilhas com arroz

O nosso organismo precisa em média, 1 grama de proteína para cada quilo – mas aquelas pessoas que fazem exercícios físicos regulamente precisam consumir mais proteínas. Não existe uma quantidade certa, mas não é recomendado ingerir mais de 1,5 gramas por quilo.

Para se ter um parâmetro, a cada 150 gramas de carne, encontramos 40 gramas de proteínas. Em cada 150 gramas de peixe, 30 gramas de proteínas e em cada ovo, existem 7 gramas de proteínas.

Mas cuidado: as dietas com grande quantidade de proteínas podem causar danos ao fígado e aos rins, enquanto que o excesso desta substância é acumulado como gordura. A proteína fornece cerca de quatro calorias por grama.

Então, você está consumindo a porção correta?

Churrasco a vista? 10 dicas de como aproveitar a festa sem sair do regime!

Postado por em 24/maio/2012 - Sem Comentários

Final de semana chegando, amigos se reunindo… Combina com o quê? Churrasco! Mas e a dieta da semana toda?

Calma! Existem algumas dicas básicas para você participar de tudo sem abandonar a dieta e não passar vontade!

1-      Regra número um: nunca chegue de barriga vazia! Quando estamos com muita fome, acabamos passando da conta! Então, no dia do churrasco, não pule nenhuma refeição, de prefira alimentos ricos em proteínas, como leite e seus derivados, que aumentam a sensação de saciedade;

2-      No dia depois do churrasco abuse da água e de alimentos leves: saladas e frutas, ricas em antioxidantes e fibras, que vão ajudar a carregar as toxinas e gordurinhas para fora do seu organismo;

3-      Na hora de escolher as carnes, prefira as magras! Uma boa pedida é a maminha e a alcatra, carnes com menor teor de gordura. E se não resistir à picanha, lembre-se de tirar a gordura!

4-      Bem passada ou mal passada? Tanto faz, contanto que ela não esteja torrada – pois pode fazer mal ao organismo;

5-      Sinal vermelho para a linguiça: elas são ricas em gorduras, conservantes e sódio, que provoca retenção de liquido e o aumento de peso. Se não conseguir resistir, não consuma mais do que meia unidade.

6-      Na hora de escolher os acompanhamentos, monte um prato equilibrado!

7-      Uma dica preciosa: forre o estomago com salada (não, maionese não é salada!). Isso ajuda a evitar os petiscos calóricos;

8-      Para não exagerar, utilize sua mão como referência: a porção de carne não deve ultrapassar o tamanho da palma da mão com os dedos fechados e  a porção de carboidratos deve equivaler a um punho fechado. E lembre-se fique com uma fonte só deste nutriente: pão, batata, arroz ou farofa!

9-      Não adianta nada economizar calorias na comida e exagerar na bebida! Se for inevitável, opte por drinks com adoçante ou no máximo duas latinhas de cerveja. Se possível, consuma sucos ou chás feitos em casa mesmo – são sempre mais saudáveis e menos calóricos do que os industriais.

10-   Na hora da sobremesa, evite os doces! Abacaxi grelhado é uma delicia e ainda ajuda na digestão!

Mamma Mia! Comer macarrão durante a dieta pode!

Postado por em 24/maio/2012 - Sem Comentários

A primeira coisa quando pensamos em dieta é cortar as massas: adeus ao macarrão dos domingos!
Mas calma! O macarrão pode sim ser consumido. E mais, ele pode ser nutritivo! Por isso preparamos algumas dicas para você não banir essa delicia de seu cardápio!

  • Prefira as versões enriquecidas e com baixo índice de gordura;
  • Prefira o macarrão integral: ele é menos calórico e possui 3 vezes mais a quantidade de fibras do que o macarrão tradicional,e por isso, proporciona uma sensação maior de saciedade;
  • Evite molhos cremosos ou gordurosos: nem mesmo o macarrão integral se salva com molhos calóricos;
  • Prefira molhos a base de tomate;
  • Para dar um gostinho especial, adicione ao molho de tomate tradicional, acrescente uma porção de carne moída, com pedacinhos de linguiça ou bacon. E aposte na criatividade: salmão, peito de peru, ervilhas, legumes e etc.;
  • As massas combinam com proteínas magras, como os peixes e frutos do mar: use e abuse deles para tornar sua refeição mais saudável.

E para finalizar, que tal conhecer um pouco mais sobre os tipos de macarrão e suas composições?

Macarrão integral –180 calorias, 7 g de fibra, 8 g de proteína – Um bom companheiro para molhos saudáveis, feitos com tomates bem maduros ou com carne moída. Mantenha o olho no tempo de cozimento, pois massas integrais ficam muito moles quando cozidas demais.

Macarrão soba (trigo-sarraceno) – 200 calorias, 3 g de fibra, 6 g de proteína -Este macarrão japonês é feito de farinha de trigo-sarraceno. Combina bem com molhos à base de cogumelos e de carne.

Macarrão shi rataki –100 calorias, 1 g de fibra, 1 g de proteína – Com poucas calorias, é feito de uma espécie de inhame japonês ou tofu. O sabor é neutro e vai bem com molhos à base de oleaginosas (o pesto, por exemplo), mas pode levar um tempo até você se acostumar com a textura gelatinosa.

Dieta e comida japonesa: é uma boa combinação?

Postado por em 24/maio/2012 - 2 Comentários

Os hábitos alimentares orientais são bastante diferentes dos nossos: o consumo de verduras frescas, peixes e chá verde não são muito comuns aqui no ocidente.

Até mesmo o arroz, que parece ser comum as duas, é de tipo diferente e preparado de maneira completamente distinta ao nosso!

Hoje, quando alguém diz que gosta de comida japonesa, provavelmente esta se referindo ao sushi, ao sashimi ou a um temaki.

Mas, a comida japonesa é muito mais do que peixe cru! O consumo de peixe é mais do que recomendado: este alimento é fonte de Omega-3, e deve ser consumido no mínimo uma vez por semana. Entretanto, o famoso peixe da culinária japonesa, o salmão tem um elevado nível calórico, e por isso deve ser consumido com moderação. Prefira outros peixes, como o atum ou a pescada branca, que são tão saborosos quanto o salmão e menos calórico!

O arroz, presente nos combinados vendidos, substitui facilmente a nossa necessidade de carboidrato – que é essencial em qualquer dieta. E a presença constante de legumes – cenoura, couve-flor, brócolis e etc., suprem as necessidades de outros nutrientes em nosso organismo!

Uma boa pedida são os demais frutos do mar que estão presente na cozinha oriental: além de proteínas, eles fornecem ao nosso organismo cálcio, sódio, potássio e outros nutrientes!

Mas, cuidado! A culinária japonesa foi adaptada aos gostos ocidentais, que criaram opções fritas, que devem ser evitadas para manter sua dieta equilibrada!

Outra dica é moderar o consumo do shoyo, o tempero tradicional japonês, que contém açúcar e sódio, e deve ser evitado por pessoas com pressão alta ou diabetes.  Como contém açúcar, o uso exagerado do molho shoyo é o grande responsável pelo aumento calórico nestas refeições.

Para te ajudar a montar um prato equilibrado sem fugir da dieta, confira abaixo uma lista de calorias de alguns pratos japoneses:

Sushi
2 unidades
Salmão: 85,54 kcal
Atum: 47,56 kcal
Camarão: 70,40 kcal
Skin: 54,48 kcal

Sashimi
5 unidades
Salmão: 126,60 kcal
Atum: 87,60 kcal
Tilápia: 36,90 kcal

Temaki
Salmão: 189,98 kcal
Atum: 157,48 kcal
Camarão: 190,46 kcal
Kani: 107,41 kcal
Califórnia: 113,11 kcal

Uramaki
8 unidades
Califórnia: 203,74 kcal
Skin: 200,10 kcal
Atum: 239,15 kcal

Guioza (6 unidades): 413,23 kcal

Yakissoba: 819,83 kcal

Tempurá: 703,01 kcal

Shimeji: 119,10 kcal

Missoshiru: 71,98 kcal

 

Os benefícios do chá mate

Postado por em 24/maio/2012 - Sem Comentários

Eles são a segunda bebida mais consumida do mundo, ficando atrás apenas da água, seu componente básico, os chás são uma excelente fonte de  prevenção contra um punhado de doenças.

O chá mate, originado de uma erva brasileira, há muito caiu no gosto das pessoas: nada melhor do que um chá mate bem gelado para refrescar em uma tarde de calor, não é mesmo?    Mas recentemente, pesquisadores da UFRJ descobriram que além de delicioso, o chá mate tem também propriedades que podem fazer muito bem à saúde.

A primeira descoberta destes estudos mostra que o chá mate barra o envelhecimento celular, ou seja, prolonga a juventude: as experiências feitas em camundongos mostraram que, os que apenas ingeriram o chá, apresentaram menor atividade das células responsáveis pelo envelhecimento, bem como viveram mais tempo do que os que apenas beberam água.

Ainda é cedo, mas os cientistas acreditam que a substância responsável por isso é o ácido clorogênico, composto antioxidante encontrado na planta. E além destes, a erva mate possui outras substancias que conferem a ela superpoderes, como a capacidade de proteger o organismo contra tumores.

Outra novidade descoberta neste estudo é que o mate ajuda o organismo na queima de gorduras: rica em cafeína, a erva mate possui ação lipolítica, ajudando a quebra da gordura. Além disso, foram identificadas quedas no nível de glicose, o que pode ser uma boa noticia para os diabéticos, que vivem lutando contra estas taxas.

Então, que tal unir o útil ao agradável e beber um chá mate delicioso? Para isso, te damos a receita de como prepará-lo!

1. Esquente 500 mililitros de água a 65 °C
2. Coloque 1 colher (sobremesa) cheia de mate em uma jarra
3. Despeje a água quente sobre a erva
4.Deixe em infusão por aproximadamente 5 minutos
5.Depois, o chá pode ser consumido quentinho ou ir à geladeira
6.Tome a bebida em até 24 horas. Além disso, ela perde suas qualidades

Como controlar a ansiedade e stress sem engordar!

Postado por em 24/maio/2012 - Sem Comentários

Esta semana falamos de alimentação, dicas para não deixar a rotina e o stress das responsabilidades do dia-a-dia interferirem em nossa dieta, mas esta não é uma tarefa fácil!

A ansiedade e o stress, quando não controlados pode ser muito prejudicial à saúde. Isto porque, quando estamos ansiosos, nervosos e tensos nosso cérebro recebe a mensagem de ameaça – aumentando a produção de adrenalina, que diminui a queima de calorias, e desregulando a cortisona, responsável pelo controle do apetite. O resultado disso é que o nosso corpo acaba pedindo uma “recompensa”… e aí que entram os chocolates, os doces, gorduras e toda a dieta vai por água abaixo!

Para reduzir a ansiedade, é indicado o consumo de alimentos que contenham triptofano, um aminoácido precursor da serotonina: sim, é isso que faz o chocolate ser tão reconfortante em um momento de stress. Mais esta não é a única fonte: podemos encontrá-lo na banana, pinha, abacate, produtos a base de soja, peixes e frutos do mar. É indicado também o consumo de alimentos ricos em vitaminas A, B, B6, C, zinco, selênio, ômega 3, potássio e ácido fólico.

As atividades físicas, por mais estranho que pareça, podem ajudar muito no combate da sensação de cansaço e mal estar produzida pela rotina. Isso acontece, porque segundo os especialistas, a prática de exercícios físicos ajuda na produção e liberação da endorfina, o hormônio que produz a sensação de prazer, relaxamento e bem estar.

Além disso, os exercícios físicos são aliados de ouro no combate à ansiedade – a grande vilã das dietas! Eles ajudam a lidar com o estado de ansiedade porque aumentam a produção de serotonina, uma substância que aumenta a sensação de prazer.  Uma boa pedida é uma caminhada três vezes por semana, de meia hora pelo menos!

Com uma alimentação equilibrada, com a prática de exercícios regularmente, você irá perceber que sua rotina se tornará mais leve, que seu stress será reduzido e que, principalmente, sua ansiedade será controlada!

Facebook

© 2017 Abdômen Definido - Todos os Direitos Reservados