Arquivo de novembro de 2012

Sobremesas amigas da dieta

Postado por em 16/nov/2012 - 1 Comentário

Final de semana,descanso… Sempre bate aquela vontade de comer uma sobremesa, não é mesmo?

Mas você sabia que existem alguma opções deliciosas e saudáveis?  As sobremesas com frutas, gelatinas e aquelas feitas com iogurtes podem ser colocadas no lugar daquelas tradicionais, que levam ingredientes calóricos.

– A salada de fruta é uma opção rica em fibras e nutrientes, de baixo valor calórico e que faz muito bem à saúde. Para quem acha a opção sem graça, pode deixá-la mais atraente adicionando os ingredientes certos: iogurte, mel, granola, castanhas picadas… o que vale é a criatividade! As frutas fazem bem para a dieta e para todo o nosso organismo: melhorando a nossa pele, o cabelo, prevenindo o envelhecimento precoce e muitos outros benefícios!

– Com gostinho de infância, a gelatina é uma excelente opção de sobremesa para quem não quer jogar por água a baixo todo o esforço feito, e mesmo assim matar aquela vontade de um docinho depois do almoço! Para torná-la ainda mais gostosa, adicione pedacinhos de frutas ou iogurte natural!

– Para quem não resiste a um sorvete, os picolés de frutas são as melhores opções!  Têm baixa caloria, menos gordurosos e muito saborosos! Você pode fazer seu próprio sorvete, mais saudável e nutritivo!

– Se a ocasião pede uma sobremesa mais sofisticada, opte pela mousse. Mas ao invés da tradicional,  opte por aquelas com creme de leite light ou que leve gelatina na receita!

 

Com criatividade e boas escolhas você pode matar a vontade de comer doce e não sair da dieta!

Hidrate-se

Postado por em 07/nov/2012 - Sem Comentários

O verão nem chegou ainda e já estamos observando temperaturas altíssimas!

É muito importante manter-se hidratado

A desidratação pode trazer prejuízos graves e até levar à morte. “Se a falta de água chegar ao cérebro, uma pessoa pode entrar em coma ou morrer. Casos graves também podem prejudicar o funcionamento dos rins, cuja função é excretar a urina. Quando isso ocorre, o volume urinário pode ficar perigosamente baixo ou simplesmente chegar a zero”, afirma a nutricionista Alessandra Paula Nunes.

Entre os problemas também estão o aceleramento do processo de envelhecimento da pele, fraqueza e sensação de corpo pesado. “Pessoas desidratadas apresentam taquicardia, porque possuem um volume de sangue menor que o normal, o que força o coração a aumentar o ritmo de seus batimentos”, complementa Alessandra. E isso principalmente se a pessoa realizar alguma atividade física intensa. Em casos extremos, pode levar até a um enfarte.

Após essa lista de malefícios, é impossível não se convencer da importância de manter-se hidratado. Uma dica para constatar se o nível de água do corpo está satisfatório é prestar atenção na urina. “Urina clara é sinal de boa hidratação”, conta a nutricionista.

Água e sucos
Não há dúvidas de que a melhor maneira de se cuidar é ingerir água. “Em geral, a recomendação fica em torno de dois litros de líquido por dia. Em medidas caseiras, seria o equivalente a oito copos. Quatro deles devem ser de água e o restante de outros líquidos.”

Aposte em sucos de frutas, água de coco, chás claros e leite (contém, em média, 85% de água em sua composição). “Sucos de frutas são fontes de potássio, mineral importante que deve ser reposto em situações em que há grande produção de suor. Contêm também uma parte de sódio, que é perdido pelo suor”, enfatiza a especialista.

Alimentação
Alguns alimentos também devem fazer parte do cardápio dos precavidos. Frutas, legumes e verduras colaboram com a hidratação por apresentarem alto teor de água na composição. “As principais frutas são melancia, melão, pêra, carambola e morango. Oferecem, também, minerais, vitaminas e fibras.”

Em média, são recomendadas de três a cinco porções diárias de frutas e vegetais, mas há casos específicos em que são necessárias outras quantidades. Sopas frias são boas alternativas para aumentar a hidratação com as hortaliças, por exemplo.

Quer dar um toque doce ao cardápio da hidratação? Então, inclua na lista gelatinas e picolés de frutas.

Evite
Engana-se quem pensa que todos os líquidos colaboram com a hidratação. Bebidas alcoólicas, principalmente cervejas e destilados, têm efeito contrário. “Não satisfazem a necessidade de água do organismo e provocam a sua perda por meio da urina, o que aumenta a carência de água, e, portanto, a sede”, diz Alessandra.

Quem não abre mão dessas bebidas deve consumi-las com moderação. “Intercale com água e sucos naturais, que auxiliam na hidratação”.

Outras bebidas devem ser evitadas em dias quentes, de acordo com a nutricionista Alessandra. É o caso do café, do chá-mate e dos refrigerantes. “Contêm cafeína, substância com grande efeito diurético.”

Fonte: Redação com Terra

Benefícios da culinária japonesa

Postado por em 05/nov/2012 - Sem Comentários

A culinária japonesa caiu mesmo no gosto dos brasileiros, não por menos, pois é saborosa e nutritiva. As preparações levam pouquíssima gordura, por serem crus, os alimentos preservam 100% dos nutrientes e por ser rica em frutos do mar, ela é rica em ômega 3  substância que ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares e reforçam o sistema imunológico.

Quer conhecer todos os benefícios da culinária nipônica? Conheça um pouco mais e renda-se a essa maravilha!

Algas – elas são excelentes fontes de iodo, fundamental para o funcionamento do sistema imunológico e da tireoide. Por ser rica em vitaminas do complexo B, elas ajudam no regulamento da serotonina,  hormônio neurotransmissor que nos confere a sensação de prazer e bem-estar. Além destes benefícios, um estudo recente mostrou que as algas são capazes de reduzir em 75% a absorção de gordura pelo organismo

Peixes – Além do famoso salmão, o atum e a truta são utilizados na culinária japonesa – e podemos dizer que este “trio ternurinha” é aliado da saúde do nosso coração! Estes peixes são ricos em ômega3, um ácido graxo poli-insaturado que faz uma verdadeira faxina nos vasos sanguíneos, dissolvendo as placas de gorduras que se fixam nas paredes das artérias. Com o sangue fluindo sem barreiras, reduzem-se os riscos de doenças cardiovasculares, como hipertensão, infarto e derrames. E os benefícios não param por ai não! Eles aumentam o nível do HDL, o colesterol bom, e diminuem o LDL, o colesterol ruim; são ricos e ricos em tirosina e vitaminas B6, melhorando a produção e recepção de serotonina!

Pepino –  O pepino é composto por 95% de água, o que faz dele um alimento de baixa caloria e que garante hidratação do organismo. Também é um diurético natural, que auxilia na diluição dos cálculos renais, e tem potássio, que favorece a flexibilidade muscular, afastando as cãibras do caminho.

Gergelim – É considerado um dos vegetais mais ricos em lecitina, um poderoso emulsionante, que facilita a dissolução das gorduras. Uma de suas funções na corrente sanguínea é dissolver lipídios da corrente sanguínea, regulando os níveis de colesterol e triglicérides, evitando doenças cardiovasculares. A lecitina também auxilia na lubrificação do intestino, que junto com as fibras contidas na semente mantém a prisão de ventre bem longe.

Gengibre – Rico em fibras, o gengibre tem ação desintoxicante, favorece a digestão e alivia a constipação intestinal. Com propriedades anti-infamatórias e bactericidas, também trata inflamações, principalmente na garganta.

Cogumelos – Shitake e shimeji são duas espécies que incrementam o cardápio da culinária japonesa e blindam o organismo. Esta dupla é um verdadeiro exército de defesa contra doenças graças a uma substância chamada lentinan, capaz de estimular o sistema imunológico. Estudos apontam que o lentinan também é um bom combatente das altas taxas de colesterol.

Wasabi – A pasta feita da planta wasábia (ou rabanete japonês) contém potássio, cálcio, magnésio, fósforo e vitamina C. Usada como condimento, ela ajuda na digestão, principalmente de comidas gordurosas.

 

Facebook

© 2017 Abdômen Definido - Todos os Direitos Reservados