Arquivo de fevereiro de 2013

Metabolismo, o motor para o seu emagrecimento

Postado por em 27/fev/2013 - Sem Comentários

Muitas pessoas acham que fatores como níveis de atividade física, tireoide e idade têm grande impacto no seu metabolismo. Esses fatores realmente afetam o seu metabolismo, mas não tanto assim.

O que mais afeta o metabolismo é o tecido muscular. Quanto mais músculos você tiver, mais calorias você vai queimar, independente do seu nível de atividade, da sua idade, etc. Os músculos são tecidos vivos e estão lá para trabalhar para você, queimando calorias 24hs por dia – todos os dias.

Aqui estão 8 fatores que afetam o metabolismo, em ordem de importância:

(1) Tecido muscular: São fundamentais por causa de todos os fatores citados acima.

(2) Frequência das refeições: Quanto mais tempo você dá entre as refeições, mais o seu metabolismo diminui para conservar energia.

(3) Nível de atividade: É importante, mas não faz nenhuma diferença se você não compatibiliza a sua alimentação com o seu gasto calórico.

(4) Escolha dos alimentos: Por exemplo, as dietas baixas demais em gordura tendem a resultar em baixa produção hormonal o que leva à diminuição do metabolismo.

(5) Hidratação: Mais de 70% das funções do corpo acontecem na presença de água. A falta de água faz com que o seu metabolismo pise no freio.

(6) Genética: Algumas pessoas têm um metabolismo naturalmente mais acelerado do que outras. Você não pode mudar a genética, mas pode estimular a aceleração do seu metabolismo.

(7) Produção e função dos hormônios: É muito pouco provável que você tenha uma tireoide “preguiçosa”. Antes de culpa-la, primeiro estabilize o nível de açúcar no sangue (taxa de glicose) e comece progressivamente a praticar exercícios 2-3 vezes por semana.

(8) Estresse: O estresse também pode diminuir o seu metabolismo por colocar o seu organismo em estado de tensão. Além disso, muitas pessoas tendem a comer mais quando estão estressadas.

Pra ter seu abdômen sarado você precisa se conhecer e corrigir falhas como uma dieta sem regras e falta de exercícios. Adquira já nosso e-book e tenho a barriga que você tanto sonha!

10 dicas para compensar a ingestão de calorias

Postado por em 25/fev/2013 - Sem Comentários

 

Os finais de semana são sempre uma barreira para nossa dieta. É feijoada na casa da vovó, batata frita no barzinho com os amigos… Vamos mostrar algumas dicas de como moderar nas guloseimas entendendo melhor a quantidade de calorias ingeridas e como perdê-las com algumas séries de exercícios.

 

1) 1 fatia média de torta de limão com suspiro tem 444 calorias. Como queimar: 1 aula de uma hora de GAP (glúteo, abdômen e pernas)

2) 1 bola de sorvete de creme tem 84 calorias. Como queimar: 8 a 10 minutos seguidos de beijos

3) 1 taça média de musse de maracujá (150 g) tem 304 calorias. Como queimar: 20 minutos de polichinelos

4) 1 lata de cerveja (350 ml) tem 147 calorias. Como queimar: 30 minutos de agachamentos

5) 1 taça de sundae tem 265 calorias, em média. Como queimar: 1 aula de 30 minutos de spinning

6) 1 taça de vinho branco seco gelado (120 ml) tem 90 calorias. Como queimar: subir escada por 5 minutos

7) 1 taça de creme de papaia (150 g) tem em média 260 calorias. Para queimar: pular corda por 20 minutos em ritmo moderado

8) 1 copo de vitamina de frutas com leite (200 ml) tem aproximadamente 95 calorias. Para queimar: jogar tênis por cerca de dez minutos

9) 1 taça de Prosecco (300 ml) tem 120 calorias. Como queimar: 25 minutos tirando o pó dos móveis

10) 1 porção de sashimis variados (100 g) tem 80 calorias. Como queimar: 30 minutos de boliche com os amigos

 

Veja que é possível fazer algumas compensações, mas cuidado com os exageros. Adquira nosso e-book e conheça a melhor forma para se ter um abdômen sarado.

Frequência cardíaca e gorduras, como se relacionam

Postado por em 22/fev/2013 - Sem Comentários

Nas academias, geralmente, as pessoas dão muita importância ao desenvolvimento muscular, mas acabam esquecendo o mais importante deles: o coração. O coração é um ótimo indicador do seu nível de condicionamento físico.

Treinar o coração pode melhorar a saúde em todos os aspectos. O coração pode ainda ser usado como um guia para ajudar a melhorar o seu treinamento, e o mais importante, personalizar os seus treinos de acordo com os seus objetivos.

Especialistas, observando o funcionamento do corpo, concluíram que existem faixas de batimentos cardíacos, nas quais o organismo responde de forma diferente a cada uma delas. A essas faixas de batimentos cardíacos deu-se o nome de Zonas de Batimentos Cardíacos Alvo ou Zonas de Treinamento.

Para identificar seu “batimento cardíaco alvo”, subtraia sua idade de 220 para determinar seu batimento cardíaco máximo. Depois pegue 65% deste número para determinar seu batimento cardíaco alvo mais baixo, e 80% para determinar seu batimento cardíaco alvo mais alto. Por exemplo, se você tem 30 anos de idade:

Cálculo da frequência cardíaca ideal para emagrecer:

220 – 30 = 190 (batimento cardíaco máximo)

190 x 0,65 = 124 (batimento cardíaco alvo mais baixo)

190 x 0,80 = 152 (batimento cardíaco alvo mais alto)

Agora você vai aumentar o número de calorias queimadas e obter mais benefícios cardiorespiratórios. Como 85% das calorias queimadas são provenientes da gordura, 5% de proteínas e 10% de carboidratos, essa é a zona preferida por aqueles que querem ficar com o abdômen sarado, com um percentual mais baixo de gordura corporal.

Exercitar-se 30 minutos por dia é um ótimo tempo para se conquistar a meta de um abdômen sarado e definido e adquirindo nosso e-book terá ótimos resultados em pouco tempo.

 

Abdômen sarado, você quer?

Postado por em 20/fev/2013 - Sem Comentários

Vamos hoje direto ao ponto com algumas dicas para você ter um abdômen sarado com mais facilidade.

1) Associe os abdominais à aeróbica

O abdômen sarado é resultado entre abdominal e exercícios aeróbicos, como corridas e caminhadas.

Os exercícios abdominais, na verdade, vão apenas enrijecer a musculatura, enquanto os aeróbicos, por sua vez, são responsáveis por queimar a gordura localizada nesta região.

2) Não espere emagrecer para só então começar os abdominais

Normalmente, as pessoas que estão acima do peso tendem a acumular gordura na região abdominal, o que sobrecarrega a lombar e também causa dores. Com o abdômen fortalecido, a postura melhora e deixa as costas protegidas, desde que os exercícios sejam bem executados.

3) Escolha os alimentos certos e acelere os efeitos para chapar a barriga

A principal dica para quem quer ter um abdômen sarado é consumir carboidratos com baixo índice glicêmico, aumentar o consumo de proteínas e evitar o consumo de refrigerantes, doces e alimentos gordurosos. Legumes e verduras, em especial as mais verdes, têm baixo índice glicêmico. Já as carnes e os derivados de leite com pouca gordura são as proteínas mais indicadas.

Dedicação! É tudo que você precisa pra ter um abdômen sarado, mas é claro que, com nosso e-book você chegará muito mais rápido a esses resultados!

Alimentos que ajudam a tonificar os músculos

Postado por em 18/fev/2013 - Sem Comentários

O ano começou oficialmente e as dietas também. Vamos listar aqui alguns alimentos que vão ajudar você a tonificar seus músculos.

Ovo – É um ótimo alimento para enrijecer a musculatura, pois é rico em albumina, proteína de alto valor biológico.

Feijão – O feijão também é um aliado na hora de tornear os músculos. O grão é rico em proteínas vegetais, ferro e sais minerais.

Quinoa – É outro aliado protéico e rico em vitamina C, que ajuda a reparar os danos e estresse causado pelos exercícios físicos. Essa reparação faz com que os músculos trabalhados se fortifiquem.

Leite/Derivados – Também são ótimas fontes protéicas. As proteínas são constituídas de aminoácidos, um dos responsáveis por fortalecer os tecidos musculares.

Carnes – São as principais fontes de proteína animal. Mas a pele do frango e a gordura bovina devem ser retiradas da alimentação.

Carboidratos – São importantes na hora de tonificar os músculos. Apesar de não agirem diretamente no enrijecimento, eles fornecem energia na hora de malhar. Pães, bolachas e massas são ótimas opções; prefira a versão integral dos carboidratos

Soja – Sempre presente na lista dos ingredientes saudáveis, também é uma ótima opção de proteína vegetal.

Não perca o foco! Ter um abdômen sarado é uma luta diária. Adquira já seu e-book e conquiste sua meta!

6 Lanches pra enganar a fome

Postado por em 15/fev/2013 - Sem Comentários

Quando fazemos dieta, parece que estamos sofrendo um ataque. Sempre aparecem petiscos, guloseimas e oportunidades para nos tirar do foco. Mas, se estivermos saciados, poderemos superar esses momentos. Conheça alguns lanches que devem ser feitos entre as principais refeições:

Barrinhas
Consuma sem exageros, pois seu mérito está na digestão lenta e no auxílio de ganho de massa magra. Por isso, as barrinhas saciam a fome por mais tempo. O importante aqui é ler o rótulo para evitar as opções com açúcar, gorduras saturadas ou trans e sódio.

Chás
O chá traz o benefício de poder ser levado de casa para o trabalho sem grandes perdas, diferentemente dos sucos, que perdem vitaminas ao longo do tempo. Recomenda-se preparar a bebida pela manhã e levar para tomá-la ao longo do dia.

Iogurte
Se o seu ambiente de trabalho tiver geladeira e permitir que você guarde alguns itens por lá, vale investir no laticínio. Dê preferência ao desnatado, que ajuda a equilibrar a flora intestinal, favorecendo a absorção dos nutrientes.

Frutas frescas
As menos sensíveis são as mais fáceis de carregar na bolsa. Nesse quesito, a dupla maçã e banana são infalíveis. Melão, melancia, mamão, pêssego, pera  mexerica… não importa qual seja a sua preferida. O cardápio é extenso e isso é ótimo para variar ao longo da semana.

Frutas secas
As versões secas de diversas frutas concentram ainda mais fibras, vitaminas e minerais do que sua própria versão natural. Das clássicas às mais exóticas, elas saciam a fome e dão mais energia, mas mantenha-se atento para apostar nas versões açucaradas.

Oleaginosas
Modere na quantidade. A gordura boa deve ser consumida sem exagero. Amêndoas, macadâmias, nozes… todas podem entrar na dieta, contanto que as maiores não ultrapassem de duas unidades por lanche e as menores por volta de cinco unidades.

Agora que passou o Carnaval não tem mais desculpas! Conquiste seu abdômen sarado agora adquirindo nosso e-book e vamos à luta!

Proteínas

Postado por em 13/fev/2013 - Sem Comentários

Carnaval acabando e você que não se alimentou bem, pode encontrar nas proteínas uma forma de repor suas energias. Vamos conhecer um pouco mais?

As proteínas são as moléculas orgânicas mais abundantes e importantes nas células e perfazem 50% ou mais de seu peso seco. São encontradas em todas as partes de todas as células, uma vez que são fundamentais sob todos os aspectos da estrutura e função celulares.

Uma dieta rica em proteínas é aliada de um corpo seco e curvas acentuadas. As proteínas favorecem a construção de músculos, que aceleram o metabolismo e, por isso, queimam mais calorias.

A importância das proteínas, entretanto, está relacionada com suas funções no organismo, e não com a sua quantidade. Todas as enzimas conhecidas, por exemplo, são proteínas; muitas vezes, as enzimas existem em porções muito pequenas. Mesmo assim, estas substâncias catalisam todas as reações metabólicas e capacitam aos organismos a construção de outras moléculas – proteínas, ácidos nucléicos, carboidratos e lipídios – que são necessárias para a vida.

Elas exercem funções diversas, como:

        – Catalisadores;

        – Elementos estruturais (colágeno) e sistemas contráteis;

        – Armazenamento (ferritina);

        – Veículos de transporte (hemoglobina);

        – Hormônios;

        – Anti-infecciosas (imunoglobulina);

        – Enzimáticas (lipases);

        – Nutricional (caseína);

        – Agentes protetores.

 Devido as proteínas exercerem uma grande variedade de funções na célula, estas podem ser divididas em dois grandes grupos:

– Dinâmicas – Transporte, defesa, catálise de reações, controle do metabolismo e contração, por exemplo;

– Estruturais – Proteínas como o colágeno e elastina, por exemplo, que promovem a sustentação estrutural da célula e dos tecidos.

Então, vamos buscar nosso abdômen sarado hoje? Adquirindo nosso e-book você encontrará a melhor maneira de alcançar esse objetivo. Não perca tempo. Compre já!

Colesterol, cuide do seu!

Postado por em 08/fev/2013 - Sem Comentários

 

O colesterol pode ser considerado um tipo de lipídio (gordura) produzido em nosso organismo. Ele está presente em alimentos de origem animal (carne, leite integral, ovos etc.). Em nosso organismo, desempenha funções essenciais, como produção de hormônio e vitamina D. No entanto, o excesso de colesterol no sangue é prejudicial e aumenta o risco de desenvolver doenças cardiovasculares. Em nosso sangue, existem dois tipos de colesterol:

  • LDL colesterol: conhecido como “ruim”, ele pode se depositar nas artérias e provocar o seu entupimento

  • HDL colesterol: conhecido como “bom”, retira o excesso de colesterol para fora das artérias, impedindo o seu depósito e diminuindo a formação da placa de gordura.

Muitos fatores podem contribuir para o aumento do colesterol e triglicerídeos. Vejas algumas causas:

  • Estar acima do peso ou obeso. Consulte: Síndrome metabólica

  • Alguns medicamentos, incluindo contraceptivos orais, estrógeno, corticoides, alguns diuréticos, bloqueadores beta e certos antidepressivos

  • Doenças como diabetes, hipotireoidismo, síndrome de Cushing, síndrome de ovário policístico e doença renal

  • Uso excessivo de álcool

  • Dietas gordurosas ricas em gorduras saturadas (encontradas principalmente na carne vermelha, nas gemas de ovos e nos laticínios gordurosos) e ácidos graxos trans (encontrados em alimentos processados comerciais)

  • Falta de exercício e estilo de vida sedentário

  • Fumo (que reduz o colesterol “bom” HDL)

Ter seu abdômen sarado é mais fácil do que você imagina. Adquira nosso e-book e conheça a melhor forma para alcançar seu objetivo.

Vegetarianismo, já pensou nisso?

Postado por em 06/fev/2013 - Sem Comentários

Vegetarianismo é um regime alimentar que exclui da dieta todos os tipos de carne (boi, peixe, frutos do mar, peru, faisão, paca, porco, carneiro,frango e qualquer ave, etc), bem como alimentos ou produtos derivados. É baseado fundamentalmente no consumo de alimentos de origem vegetal, com ou sem o consumo de laticínios e/ou ovos. O veganismo, ou vegetarianismo estrito, exclui da dieta todo e qualquer consumo de alimentos ou sub produtos derivados de origem animal, incluindo ovos, laticínios (leite, queijo, manteiga) e mel.

Os vegetarianos sofrem menos doenças do coração, revela um amplo estudo britânico publicado na última quarta-feira (30), o que parece confirmar as conclusões de recentes pesquisas americanas que vinculam o consumo de carne vermelha a um risco maior de mortalidade.

“Grande parte da diferença se deve provavelmente aos efeitos do colesterol e da pressão sanguínea”, geralmente mais altos nos consumidores de carne e peixe e “mostram o importante papel da dieta na prevenção de doenças cardíacas”, disse a doutora Francesca Crowe, da Universidade de Oxford, principal autora do trabalho.

Os cientistas levaram em conta vários fatores para calcular o risco: idade, tabagismo e consumo de álcool, prática de atividade física, nível educacional e desenvolvimento socioeconômico.

Existem vários métodos alimentares de se conseguir uma vida mais saudável, mas pra se ter um abdômen sarado só adquirindo nosso e-book. Compre já o seu!

4 hábitos que vão salvar sua dieta

Postado por em 04/fev/2013 - Sem Comentários

Sem restrição

Tem gente que acredita que a dieta só funciona se você se privar de todos os alimentos que gosta, porque são calóricos. Apesar de resultarem em quilos a menos na balança, esses modelos não se sustentam em longo prazo. Os dados revelaram que conselhos de especialistas em alimentação (nutricionistas e endocrinologistas) são mais eficientes para o emagrecimento quando comparado aos regimes restritivos.

Durma bem

Durante o nosso sono o organismo produz a leptina, hormônio capaz de controlar a sensação de saciedade durante todo o dia. Por isso, pessoas que têm dificuldades para dormir produzem menores quantidades de leptina. “A consequência disso é a ingestão exagerada de calorias durante o dia, pois o corpo não se sente satisfeito”, explica o nutrólogo Roberto Navarro, da Associação Brasileira de Nutrologia. Além disso, pessoas que tem o sono restrito produzem mais do hormônio grelina, que provoca fome e reduz o gasto de energia.

Coma devagar

Um estudo feito pela Osaka University, no Japão, revelou que pessoas que comem muito rápido tem um risco 84% maior de desenvolver obesidade do que os demais. A pesquisa monitorou os hábitos alimentares de três mil homens e mulheres, analisando a velocidade de ingestão dos alimentos nas refeições. Isso acontece porque a sensação de saciedade, ou seja, de que estamos satisfeitos, é enviada pelo cérebro ao nosso corpo aproximadamente 20 minutos depois de começarmos a comer.

Coma várias vezes ao dia

“Dizer que para emagrecer é necessário fechar a boca não passa de um mito”, declara a nutricionista Roberta. De acordo com a especialista, passar longos períodos em jejum diminui o metabolismo, fazendo com que você exagere na refeição seguinte, saindo da dieta. “Ao passar horas sem comer, você sinaliza ao seu corpo que está passando por problemas, e ele começa a estocar toda a caloria ingerida, temendo que você passe por um jejum prolongado novamente e fique sem energia”, explica a nutricionista.


Preparado para conquistar seu abdômem sarado? Então compre já seu e-book e acelere essa conquista.

Facebook

© 2017 Abdômen Definido - Todos os Direitos Reservados